Rondônia

Governo vistoria base em Anápolis cotada para quarentena de brasileiros que estão na China

Uma comitiva do governo federal realiza na manhã desta terça-feira (4) uma vistoria na Base Aérea de Anápolis, a 55 km de Goiânia. O local é um dos que podem receber os brasileiros que voltarão de Wuhan (China), epicentro do surto de coronavírus, para um período de quarentena.

O governo decidiu no fim de semana realizar uma operação para buscar os brasileiros que estão na cidade chinesa. De acordo com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, deverão voltar ao país de 30 a 40 pessoas. Florianópolis é outra opção para abrigá-las.

Integram a comitiva membros dos ministérios da Defesa, da Saúde e das Relações Internacionais, além de integrantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Pela manhã, eles realizaram uma reunião e, em seguida, partiram para a análise do local. O grupo avalia as condições estruturais e se a unidade está apta a receber os brasileiros para o isolamento.

De acordo com o tenente brigadeiro Marcelo Kanitz Damasceno, secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, caso seja escolhida, a Base Aérea de Anápolis reúne todas as condições necessárias para receber os brasileiros e, inclusive, uma ótima estrutura física.

"Temos aqui dois bons hotéis. É uma base grande da nossa Força Aérea que recebe operações e organizações de outros lugares. Viemos aqui com esse olho de analisar cada item, que seja cama e roupa de cama. São as necessidades que o Ministério da Saúde nos colocar para que possamos fazer essa questão de um isolamento destas duas áreas", destaca.

Base Aérea de Anápolis pode ser usada para quarentena de brasileiros — Foto: Marina Demori/TV Anhanguera

Damasceno afirmou que, como há crianças entre os brasileiros que virão da China, há a preocupação até mesmo de uma área de lazer para elas, se permitido pelo Ministério da Saúde. Apesar de gostar do que viu, o tenente brigadeiro disse que é sempre possível melhorar.

"O número de pontos atende ao número [de brasileiros] que se imagina. Estamos aqui para torná-lo ótimo, excelente. Deixar esta base, que já é muito boa e organizada, no estado da arte para que nossos brasileiros sejam muito bem recebidos", destaca.

Segundo Damasceno, ainda não há uma previsão de quando a cidade que receberá a quarentena será escolhida. Porém, a decisão deve sair "brevemente".

Em nota, o Ministério da Defesa informou que "está em fase final de avaliação para melhor receber e acomodar esses brasileiros". O órgão completou que um grupo interministerial está atuando para planejar e fazer a retirada dos brasileiros de Wuhan "com a maior brevidade e segurança".

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou que o governo definiu em 18 dias o período de quarentena pelo qual passarão os brasileiros que retornarão da China. Eles deverão ficar em alojamentos individuais.

Fonte:G1