Ministério Público suspende eleições para Conselheiros, em Ouro Preto Do Oeste, RO

Livre - A eleição para a escolha de cinco conselheiros tutelares da cidade de Ouro Preto do Oeste que teve início às 8 horas da manhã deste domingo (6) foi suspensa menos de 2 horas após a urna começar a receber votos, o cancelamento da eleição ocorreu porque a Comissão organizadora esqueceu de incluir o nome de um dos 13 candidatos que deveriam constar na lista de votação.

Um eleitor do Jardim Novo Horizonte foi votar e não encontrou o nome do candidato, a Comissão suspendeu a votação, a promotora de Justiça Jovilhiana Orrigo Ayricke compareceu à Escola Estadual 28 de Novembro onde ocorria a eleição e recomendou pela suspensão da votação. 

Rondlene Souza da Secretaria Municipal de Educação (SEMECE), presidente da Comissão organizadora do certame para a escolha dos conselheiros tutelares admitiu que o erro de não ter incluído o nome do candidato Agnaldo Cruz foi um lapso da equipe que organizou a lista, e redimiu qualquer outra pessoa pelo erro.

Com a suspensão, uma nova eleição para a escolha de cinco conselheiros tutelares será agendada e divulgada. A Comissão não soube informar quantos eleitores já haviam depositado o voto, pelo fato de que com a suspensão da votação não haverá contagem de votos. 

O problema de suspensão da eleição não é exclusividade de Ouro Preto do Oeste. Em Ariquemes o Ministério Público suspendeu a votação, e em Ji-Paraná houve confusão na distribuição de urnas e eleitores de um distrito foram relacionados para votar do outro lado da ponte sobre o Rio Machado, no outro distrito.

Fonte: Correio Central